Dê para receber

O Fator Aladim
Jack Canfield e Mark Victor Hansen
Ediouro

Existe uma lenda chinesa que ilustra perfeitamente a necessidade de dar antes de receber.

Um mendigo vivia em uma rua de uma cidade chinesa e segurava uma caneca o dia inteiro, pedindo arroz ou qualquer outra coisa que os passantes tivessem para dar.

Um dia, o mendigo viu um grande cortejo descendo a rua, liderado pelo imperador em seu imponente riquixá, entregando presentes aos seus súditos. O mendigo se encheu de felicidade. “Chegou a minha grande oportunidade”, pensou Woo. “Dessa vez receberei um presente valioso”, e dançou com alegria.

Quando o imperador chegou perto dele, Woo exibiu sua caneca com grande determinação, mas em lugar de receber o esperado presente do imperador, sua Majestade pediu a Woo um presente.

O pobre Woo ficou extremamente desapontado e envergonhado; pegou os dois menores grãos de arroz que conseguiu encontrar em sua caneca e, muito a contragosto, entregou-os ao imperador, que depois foi embora.

Durante todo o dia, Woo reclamou e resmungou. Censurou o imperador, culpou Buda, tratou mal os que se dirigiam a ele; e poucas pessoas pararam para lhe falar ou colocar grãos de arroz em sua caneca.

Nessa noite, quando chegou à sua pobre cabana e derramou seu escasso suprimento de arroz, Woo encontrou duas pepitas de ouro do tamanho exato dos grãos de arroz que tinha dado ao imperador.





Leia outras histórias já publicadas
::Um bom Natal
::Os dois anjos
::Criando raízes
::Natal na Ilha do Nanja
::Papai Noel às Avessas
::Reter com as mãos abertas
::O Burro
::O Rei e o Falcão
::Issum Boshi
::O presente das rosas
::O encontro
:: A Ostra
:: A tempestade
:: A casa dos mil espelhos
:: O Bom Capitão
:: O Bosque
:: Vovó Ruby
:: O presente
:: Um conto de Natal
:: O lenhador
:: O sapato
:: Carne de Língua
:: Os três filhos
:: Os dois cântaros
:: Cegueira
:: O Chinês Lailai
:: A maior bronca que já levei
:: A Verdadeira Alquimia


projeto | oficinas | fotos | história do dia | contato | página inicial